phone 

Cúria Diocesana

91 3425-1108

 

Papa no Angelus: "Acolher Deus com humildade e generosidade"

Papa rezou com os fiéis a oração dominical do Angelus. Papa rezou com os fiéis a oração dominical do Angelus. Fonte da imagem: Vatican News

Para acolher o projeto de Deus, como fez Maria, é preciso humildade e generosidade, a mesma atitude de seu Filho quando veio ao mundo. Foi o que explicou o Papa antes de rezar o Angelus, da janela de seu escritório com os fiéis que participaram da oração, na Praça São Pedro.

 

O anúncio do anjo a Maria e sua reação

A poucas horas do Natal – cuja Vigília será celebrada na Basílica de São Pedro – o Papa comentou a narração de Lucas em que o anjo anuncia a Maria que conceberá um filho. Francisco analisou a resposta de Maria:

“ Maria não se exalta diante da perspectiva de se tornar a mãe do Messias ”

“Uma frase breve, que não fala de glória, de privilégio, mas somente de disponibilidade e serviço. Maria não se exalta diante da perspectiva de se tornar a mãe do Messias, mas permanece modesta e expressa a sua adesão ao projeto do Senhor. Maria non se vangloria, é humilde e modesta, como sempre". 

“Este comportamento – ressaltou o Papa – nos faz entender que Maria é realmente humilde e não tenta se mostrar; reconhece que é pequena diante de Deus e feliz por ser assim. Ao mesmo tempo, sabe que de sua resposta depende a realização do projeto de Deus”.

 

Deus exalta os humildes

“Maria – comentou o Papa – se revela a colaboradora perfeita do projeto de Deus e no Magnificat proclamará que ‘Deus exaltou  os humildes’”.

“Admiramos nossa Mãe por sua resposta ao chamado e à missão de Deus e peçamos a ela que ajude cada um de nós a acolher o projeto de Deus em nossas vidas com sincera humildade e corajosa generosidade”, concluiu o Papa. 

Por Cristiane Murray

Em Vatican News

Lido 122 vezes

Liturgia

Clique e leia a liturgia diária

Calendário

Calendário de pastoral da Diocese

Sobre a Diocese

EVANGELIZAR, a partir de Jesus Cristo e na força do Espírito Santo, como igreja discípula, missionária e profética, alimentada pela Eucaristia e orientada pela animação bíblica, promovendo a catequese de inspiração catecumenal, a setorização e a juventude, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida (cf. Jo 10,10), rumo ao reino definitivo.

Boletim de Notícias

Deixe seu e-mail para ser avisado de novas publicações no site da Diocese de Bragança: