phone 

Cúria Diocesana

91 3425-1108

 

Nossa Senhora da Saúde

Na Itália (onde é conhecida como Madonna della Salute), é celebrada a 21 de novembro e tem o seu maior santuário em Veneza – a Basílica de Santa Maria della Salute. Na Itália (onde é conhecida como Madonna della Salute), é celebrada a 21 de novembro e tem o seu maior santuário em Veneza – a Basílica de Santa Maria della Salute. Fonte da imagem: https://franciscanos.org.br/vidacrista/wp-content/uploads/2018/11/santo_2111.jpg

A origem da devoção a Nossa Senhora da Saúde tem registro na Idade Média, durante o tempo da peste negra na Europa. Segundo a tradição, em 1599, caiu uma epidemia de peste sobre a população de Sacavém (Portugal) com tamanho impacto, que o número de pessoas mortas foi superior ao espaço disponível junto a Igreja Nossa Senhora da Vitória. Sendo assim, resolveram enterrá-las nas proximidades. Ao abrirem a primeira vala, os coveiros se depararam com uma imagem de Nossa Senhora. O povo logo se reuniu com grande amor e veneração. Aconteceu uma procissão em honra a Mãe de Deus, na intenção de pedir a proteção dela. Ao fim da procissão, a peste cessou. A imagem de Nossa Senhora descoberta na vala passou a ser aclamada Nossa Senhora da Saúde.

Há muitas diversificações na história da devoção a Nossa Senhora da Saúde. Cada uma mais bela e preciosa que a outra. Digo preciosa, porque demonstra que o povo de Deus é piedoso, ama e acredita na intervenção, no auxílio, no refúgio da Mãe de Deus. A fé é a nossa maior riqueza, pois com ela podemos “remover montanhas”.

A Sagrada Tradição venera Maria como a Saúde dos Enfermos. Esse título, assim como os demais, surgiu da fé e da esperança ímpar do povo para com a Mãe de Deus.

O ser humano é marcado pela enfermidade. A doença faz parte da nossa natureza humana. Qualquer enfermidade nos faz sofrer, “Felizes aqueles que dão um verdadeiro sentido ao sofrimento, descobrindo sua dimensão rica de purificação, dando a ele um aspecto cristão”. A dor nos faz crescer. Num mundo de dor, de tantas enfermidades, nos desesperamos, a ponto de ficarmos sem saída. Dessa maneira, podemos perceber a nossa limitação.

Maria está sempre presente para assistir seus filhos que sofrem, cada qual com seu motivo: uns com doenças corporais, outros com doenças espirituais. Assistir os enfermos é característica visível em Maria. Seu Divino Filho Jesus foi como ela. Jesus caminhou por muitos lugares fazendo o bem, curando os enfermos, operando milagres. E Sua Santíssima Mãe também. Não se separa Maria de Jesus. Sempre gosto de dizer que Mãe e Filho são inseparáveis. Quando Maria cuidou de Jesus e também foi cuidada por Ele e por São José. Foi cuidada também por São João Evangelista e hoje ela cuida de nós como Mãe na ordem da graça (Lumen Gentium 61). Vamos cuidar também de Maria, vamos levá-la para a nossa casa. Vamos homenageá-la com nossas manifestações de carinho, chamando-a por suas virtudes sobre nós, pois mãe é mãe em todas as horas, inclusive na hora da angústia. Ela estará sempre conosco.

Muitas vezes buscamos só o prazer. Não queremos sofrer, recusamos o sacrifício. Não queremos a dor. Infelizmente, nós ainda não sabemos sofrer, não oferecemos nossos sofrimentos a Deus, mas um dia aprenderemos…

As imagens de Nossa Senhora da Saúde são muito diferentes, pelo menos no caso do Brasil. Mas o que importa é que o povo de Deus tem uma forte e inexplicável fé na Mãe de Deus – Saúde dos Enfermos.

Geralmente, o único traço iconográfico distintivo da Senhora da Saúde é o segurar com o braço esquerdo o Menino Jesus, à semelhança da Nossa Senhora do Carmo, mas sem qualquer outro adereço (são variadas as indumentárias das diversas Senhoras da Saúde).

É celebrada oficialmente, consoante os locais, ou a 22 de Abril (Lisboa), ou a 15 de Agosto (também dia da Assunção de Maria), ou a 8 de setembro,ou ainda no primeiro Domingo de Setembro é celebrada a eucaristia e procissão em Honra de Nossa Senhora da Saúde na Coutada. Na Diocese de Colatina, da qual é sua padroeira, sua festá é comemorada aos 21 de novembro, dia em que a igreja faz memória da Apresentação de Nossa Senhora.

Na Itália (onde é conhecida como Madonna della Salute), é celebrada a 21 de novembro e tem o seu maior santuário em Veneza – a Basílica de Santa Maria della Salute. A sua construção resultou da promessa do Doge da Sereníssima República, Nicoletto Contarini, de construir uma basílica em honra da Senhora da Saúde, caso cessasse um surto de peste, em 1631.A veneração à Nossa Senhora da Saúde, foi trazida ao Brasil pelos imigrantes italianos da Região do Vêneto.

A Igreja também celebra hoje a memória dos santos Gelásio I, Alberto de Lovaina e Celso.

Disponível em: franciscanos.org.br

Lido 28 vezes

Liturgia

Clique e leia a liturgia diária

Calendário

Calendário de pastoral da Diocese

Sobre a Diocese

EVANGELIZAR, a partir de Jesus Cristo e na força do Espírito Santo, como igreja discípula, missionária e profética, alimentada pela Eucaristia e orientada pela animação bíblica, promovendo a catequese de inspiração catecumenal, a setorização e a juventude, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida (cf. Jo 10,10), rumo ao reino definitivo.

Boletim de Notícias

Deixe seu e-mail para ser avisado de novas publicações no site da Diocese de Bragança: