phone 

Cúria Diocesana

91 3425-1108

 

Papa chegou em Nagasaki

O segundo dia do Papa Francisco no Japão começa em Nagasaki. Do aeroporto, imediato deslocamento para o Atomic Bomb Hypocenter Park e a oração silenciosa no Monumento dos Mártires, com a recitação do Angelus O segundo dia do Papa Francisco no Japão começa em Nagasaki. Do aeroporto, imediato deslocamento para o Atomic Bomb Hypocenter Park e a oração silenciosa no Monumento dos Mártires, com a recitação do Angelus Fonte da imagem: Vatican Media

É noite no Ocidente e manhã no Japão quando o Papa chega de avião sob uma forte chuva em Nagasaki proveniente de Tóquio, sendo acolhido por autoridades civis e eclesiásticas no aeroporto e por duas jovens em trajes tradicionais, que lhe oferecem flores.

A cidade é o centro de uma secular ação evangelizadora de missionários espanhóis e portugueses, iniciada em 1500, que lhe garantiu o apelido de "Pequena Roma" pela florescente cultura cristã que ali nasceu. Tão prósperos os cristãos quanto perseguidos, especialmente  a partir do final do século XVI, quando as políticas nacionais transformam o Sol Nascente em um "país blindado".

 

O programa em Nagasaki

Depois da tragédia nuclear em 9 de agosto de 1945 ao final da Segunda Guerra Mundial, da qual permanece hoje, como sinal visível, o Museu da Bomba Atômica de Nagasaki - epicentro da explosão da bomba lançada pelos estadunidenses - que preserva muitas das relíquias do bombardeio.

É ali a primeira parada de Francisco em Nagasaki, dentro do Parque da Paz, onde fará sua oração silenciosa e deixará mensagem.

Depois, de carro,  desloca-se três quilômetros para outro local de sofrimento, o Nishizaka Hill, onde um monumento em tijolo vermelho recorda o martírio de São Paulo Miki e 24 companheiros, por ordem do shogun Toyotomi Hideyoshi, em 1597. Crucificação depois de uma longa agonia: uma morte-martirio atroz que São Paulo Miki perdoa no momento da morte. Francisco vai ao local nos passos de São João Paulo II, para uma oração silenciosa e a recitação do Angelus.

 

A transferência para Hiroshima

Após o almoço no arcebispado, o Papa presidirá a celebração eucarística, a primeira no Japão, no Estádio de Beisebol. Ao final da Missa, a transferência imediata para o aeroporto para então ir a Hiroshima, onde o dia terminará com um dos momentos mais aguardados desta segunda etapa da 32ª Viagem Apostólica, o Encontro pela Paz no Memorial da Paz de Hiroshima. Depois, o retorno a Tóquio por volta das 20h, horário local.

Por Gabriella Ceraso

Em Vatican News

Lido 31 vezes

Liturgia

Clique e leia a liturgia diária

Calendário

Calendário de pastoral da Diocese

Sobre a Diocese

EVANGELIZAR, a partir de Jesus Cristo e na força do Espírito Santo, como igreja discípula, missionária e profética, alimentada pela Eucaristia e orientada pela animação bíblica, promovendo a catequese de inspiração catecumenal, a setorização e a juventude, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida (cf. Jo 10,10), rumo ao reino definitivo.

Boletim de Notícias

Deixe seu e-mail para ser avisado de novas publicações no site da Diocese de Bragança: