phone 

Cúria Diocesana

91 3425-1108

 

Dezembro vermelho

Dezembro vermelho Fonte da imagem: https://www.cnbbleste2.org.br/imagens/251119-IpsVyGWSAY2vG.png

Desde 1988, no Brasil, o dia 1º de Dezembro é Dia Mundial da Luta contra a Aids, e marca o início do mês dedicado a esta causa. A data serve para reforçar a solidariedade, a tolerância, a compaixão e a compreensão com as pessoas infectadas pelo HIV/AIDS.

Diversas ações são realizadas em várias paróquias da diocese entre os meses de novembro e dezembro, unindo forças com organizações e Governo para envolver o maior número de pessoas na campanha nacional denominada “Dezembro Vermelho”. Por exemplo, na Paróquia São João Batista, no último domingo, na missa da noite, foi realizada a celebração e uma leitura falando um pouco sobre o primeiro de dezembro e a distribuição de balões simbolizando cada vida perdida para a Aids. E na segunda-feira, 02, a Pastoral da Aids, CTA/SAE e o vice Prefeito de Bragança realizaram ação na Academia da Saúde, realizando 50 testes de HIV e 50 testes de Sífilis, como parte da programação do dezembro vermelho no município de Bragança.

Padre Gerenaldo com paroquianos e membros da Pastoral da Aids/ Foto: Divulgação

 

Membros da Pastoral da Aids na Academia da Saúde de Bragança/ Foto: Divulgação

Estatísticas globais – Dentre as estatísticas globais HIV 2019, destaca-se:

– 37,9 milhões [32,7 milhões—44,0 milhões] de pessoas em todo o mundo vivendo com HIV (até o fim de 2018).

– 770 000 [570 000—1,1 milhão] de pessoas morreram de doenças relacionadas à AIDS (até o fim de 2018).

O Brasil teve um aumento de 21% no número de novas infecções por HIV entre 2010 e 2018, de acordo com dados divulgados pelo Programa Conjunto da ONU para HIV/Aids, o Unaids. O número coloca o país como um dos da América Latina com maior aumento de casos. Cerca de 870 mil pessoas vivem com HIV/Aids no Brasil, sendo 731 mil já diagnosticadas. Segundo o site Agência Brasil, o Ministério da Saúde fez um alerta: 135 mil pessoas no Brasil convivem com o vírus HIV e não sabem. O balanço aponta ainda que o número de contaminados continua subindo no país: há um ano, eram 866 mil pessoas. Somente no ano passado, foram notificados 43,9 mil novos casos.

“A luta contra aids resiste e persiste unindo pessoas de boa vontade que diariamente doam sua vida sendo sal da terra e luz do mundo”. Os avanços positivos existem, mas há também muita estagnação e retrocessos: A epidemia ainda é uma realidade muito presente entre os jovens, há quatro décadas insistem os altos índices de preconceito e discriminação, anualmente cerca de um milhão de pessoas morrem por causas relacionadas ao HIV em todo o mundo.

FONTE DA IMAGEM: http://www.diocesedeanapolis.org.br/wp-content/uploads/2017/11/Dia-mundial-Aids-1.jpg

Pastoral da Aids – A Pastoral da Aids atua nos eixos:

– Pastoral: Presença em Paróquias, Acompanhamento de Pessoas que vivem com HIV/Aids – PVHA’s e profissionais da saúde/ Educação, Celebrações da Vida, etc.

– Técnico-científico: Incentivo ao Diagnóstico Precoce, presença e parceria em Unidades de Testagem, Aconselhamento e Tratamento de IST/ HIV/ Aids e Hepatites Virais.

– Incidência Política: Parcerias Governamentais/ Ministério da Saúde/ Prefeituras, Fórum de Ong’s Aids e Conselho Nacional/ Estadual e Municipal de Saúde, etc.

Com informações retiradas do site da CNBB N2

Lido 51 vezes

Liturgia

Clique e leia a liturgia diária

Calendário

Calendário de pastoral da Diocese

Sobre a Diocese

EVANGELIZAR, a partir de Jesus Cristo e na força do Espírito Santo, como igreja discípula, missionária e profética, alimentada pela Eucaristia e orientada pela animação bíblica, promovendo a catequese de inspiração catecumenal, a setorização e a juventude, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida (cf. Jo 10,10), rumo ao reino definitivo.

Boletim de Notícias

Deixe seu e-mail para ser avisado de novas publicações no site da Diocese de Bragança: