phone 

Cúria Diocesana

91 3425-1108

 

A palavra do pastor: A Ceia do Senhor

Reflexão de hoje é sobre a Quinta-feira Santa. Reflexão de hoje é sobre a Quinta-feira Santa. Fonte da imagem: https://www.literatura-urgente.com.br/wp-content/uploads/2019/11/imagem-santa-ceia-do-senhor-Personalizado.jpg

Na "Palavra do pastor" de hoje Dom Jesus nos ajuda a refletir sobre A Ceia do Senhor, último momento de Jesus com seus apóstolos antes de sua prisão. Daquela celebração realizado por Jesus nasceram para a Igreja a Eucaristia e o Sacerdócio. Em nossas orações de hoje não esqueçamos de colocar na presença de Deus todos os nossos sacerdotes, agradecendo a Ele pelo dom de suas vocações.

Acompanhemos a meditação de nosso pastor diocesano.

 

A Ceia do Senhor

No final da tarde, na véspera de sua morte, Jesus se reuniu com o grupo dos apóstolos para celebrar por antecipação a Páscoa. Como bons judeus, todos juntos comeram as ervas amargas e o cordeiro assado, ouviram a Palavra de Deus e entoaram os salmos e orações conforme está mandado no do livro do Êxodo, Desta forma celebraram a Pascoa, a maior festa dos judeus, na memória da libertação do povo hebreu na terra do Egito, pelo poder de Deus e a liderança de Moisés.

Porém, concluída a celebração da antiga Pascoa, Jesus, pegou o pão que estava sobre a mesa e o distribuiu entre os seus apóstolos dizendo: “Tomai e comei, isto é meu corpo e, logo mais, pegando o cálice disse: Tomai e bebei, este é o cálice do meu sangue, sangue da nova aliança. E todos comeram a beberam. Este gesto de Jesus repartindo o pão e o vinho, seu corpo e sangue, instituiu uma nova realidade, uma nova aliança entre Deus e os seres humanos. Desta forma a antiga aliança foi superada por uma nova, fundamentada no amor de Deus por toda a humanidade que terá a sua culminação no alto da cruz, onde o cordeiro de Deus será sacrificado.

Nessa noite, Jesus realizou por vez primeira a eucaristia, a missa e mandou que os seus discípulos fizessem aquilo mesmo que ele tinha feito na sua memória. Desta forma, não só instituiu a eucaristia como também o sacerdócio ministerial, animando-nos a celebrar sempre comendo seu corpo e bebendo seu sangue, alimentos para nossa caminhada de discípulos. Por isso, o amor de Deus Pai que envia seu Filho à morte, pelos seres humanos, se renova em cada missa que celebramos.

Desta forma, a celebração eucaristia deve ser para nós gratidão pelo amor de Deus e resposta de amor ao nosso próximo, pois o amor a Deus, por nossa parte, deve vir acompanhado do amor ao irmão. Assim, em muitos lugares, neste dia as pessoas procuram pedir perdão umas das outras pelas ofensas que se fizeram e buscam a reconciliação, pois quem perdoa ou pede perdão já começou a amar. Assim, procuremos neste dia reconciliar-nos uns com os outros. Que o perdão não falte em nossa vida.

Como todos nós sabemos a palavra “Páscoa” significa passagem. Segundo descrito nos capítulos 12 e 13 do livro de Êxodo, Deus passou pela terra do Egito trazendo a libertação para o povo hebreu. Estes dias são, também, Páscoa para nós, passagem de Deus pela nossa vida. Mas será que nós permitimos esta presença de Deus ou Ele irá passar e nada vai acontecer em nós. Caros irmãos, entremos no mistério do amor de Deus manifestado na doação de seu Filho Jesus na cruz. Deixemos que Ele nos liberte de tudo aquilo que nos escraviza e não nos deixa ser verdadeiros filhos de Deus. Infelizmente, muitos dos nossos irmãos vivem um tal grau de escravidão que nem sequer sabem que são escravos. Que o nosso amor a Deus se expresse na nossa oração pelos irmãos e irmãs que precisam perceber a passagem libertadora de Deus nas suas vidas.

Cristo Jesus, o cordeiro que morreu por todos, nos liberte do mal. Amém

Dom Jesus

 

Não deixe de acompanhar amanhã a meditação sobre A Paixão do Senhor.

Por Pascom

Diocese de Bragança do Pará

Lido 114 vezes

Liturgia

Clique e leia a liturgia diária

Calendário

Calendário de pastoral da Diocese

Sobre a Diocese

EVANGELIZAR, a partir de Jesus Cristo e na força do Espírito Santo, como igreja discípula, missionária e profética, alimentada pela Eucaristia e orientada pela animação bíblica, promovendo a catequese de inspiração catecumenal, a setorização e a juventude, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida (cf. Jo 10,10), rumo ao reino definitivo.

Boletim de Notícias

Deixe seu e-mail para ser avisado de novas publicações no site da Diocese de Bragança: