phone 

Cúria Diocesana

91 3425-1108

 

Vigília pelos mortos de Aids 2020

Vigília é celebrada todos os anos no 3º domingo de maio. Vigília é celebrada todos os anos no 3º domingo de maio. Fonte da imagem: https://arqnit.org/arqnit/wp-content/uploads/2020/05/VIGILIA-AIDS-1536x1021.jpg

No terceiro domingo de maio, dia 17, a Pastoral da Aids da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) promoveu a Vigília Pelos Mortos de Aids, em todas as regiões episcopais, onde de forma on-line ou individual fizeram orações pelas pessoas que morreram com Aids. A Vigília é um movimento internacional que iniciou em maio 1983. Um grupo formado por mães, parentes e amigos de pessoas que morreram por causa do HIV, organizou, em Nova Iorque, a Primeira Vigília Pelos Mortos da Aids.

Este ano a vigília trouxe o tema “No brilho da Luz, Fortalecer a Esperança”, expressão que coloca em comunhão as pessoas que faleceram e estão na presença de Deus, com aquelas que cuidam da vida e buscam que os direitos humanos sejam respeitados. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que desde o início da epidemia, em 1981 cerca de 38 milhões de pessoas morreram de AIDS. No Brasil o Boletim Epidemiológico de 2019 mostra que 338.905 já faleceram por causa da Aids. A 37ª Vigília da Pastoral da AIDS conclama a todos a manterem acesa a chama da esperança, fortalecer a solidariedade, os laços fraternos, o espírito comunitário e o interesse público, colocando a vida humana em primeiro lugar. A Pastoral da AIDS, como serviço da Igreja Católica, segue os passos do mestre Jesus e sonha com a vida e saúde para todos. O sonho é que mais nenhuma pessoa se infecte com o vírus HIV e que todos os que já estejam infectados e vivem com AIDS, sejam acolhidos, acompanhados e com qualidade de vida garantida. “Eu vim para que todos tenham vida e que a tenham em abundância” diz Jesus. A ideia com a vigília é fazer memória aos mortos em consequência da AIDS, e suscitar nossa solidariedade as pessoas que vivem e convivem com o HIV, despertando toda a população para a prevenção.

A igreja, mobilizada pela Pastoral da AIDS e por entidades comprometidas com a causa, dá sua contribuição promovendo a solidariedade. Lembra, ao mesmo tempo, que a morte não é a última palavra sobre o humano. Cristo ressuscitou para que transformemos os sinais de morte em sinais de vida.

Neste ano, devido a COVID-19, as celebrações não tiveram aglomeração de pessoas. Foram usados contatos e mídias sociais para divulgar os materiais de campanha. No dia 17 de maio, às 19h, foi transmitida uma missa online, pelo Facebook da “Pastoral da Aids - Nacional” e/ou pelo canal da Pastoral da Aids no Youtube https://cutt.ly/QynvYDZ. A celebração permanece disponível nas duas redes sociais da Pastoral da Aids.

Autor: Equipe de Comunicação

Tirado do site: www.pastoralaids.org.br

Lido 31 vezes

Liturgia

Clique e leia a liturgia diária

Calendário

Calendário de pastoral da Diocese

Sobre a Diocese

EVANGELIZAR, a partir de Jesus Cristo e na força do Espírito Santo, como igreja discípula, missionária e profética, alimentada pela Eucaristia e orientada pela animação bíblica, promovendo a catequese de inspiração catecumenal, a setorização e a juventude, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida (cf. Jo 10,10), rumo ao reino definitivo.

Boletim de Notícias

Deixe seu e-mail para ser avisado de novas publicações no site da Diocese de Bragança: