phone 

Cúria Diocesana

91 3425-1108

 

Último adeus a padre Bruno é marcado por cortejo e agradecimentos

Padre Bruno morreu na última sexta-feira, 29 de maio. Padre Bruno morreu na última sexta-feira, 29 de maio. Fonte da imagem: https://arquidiocesedebelem.com.br/site/wp-content/uploads/2020/05/30-05-Destaque-Padre-Bruno.png

Por volta das 14h, seguindo recomendações sanitárias, o corpo foi conduzido à sede da República do Emaús, no Bengui, para as últimas homenagens.

O último adeus ao padre Bruno Sechi, do clero da Arquidiocese de Belém, que morreu nesta sexta-feira (29), aos 80 anos, na capital paraense, foi marcado por muita comoção em um cortejo restrito para evitar aglomeração, na tarde deste sábado (30). Por volta das 13h30, o corpo foi encaminhado do Instituto Médico Legal (IML) até a sede do Movimento República do Emaús, no bairro do Bengui, que foi fundado por ele e atende, hoje, 800 crianças e adolescentes carentes. 

Mesmo com as limitações mediante o período de pandemia da Covid-19, esta foi a oportunidade para amigos e admiradores se despedirem dele no espaço que fundado com tanta caridade e solidariedade. O carro da funerária, acompanhado por cerca de dez outros veículos, passou rapidamente pela área interna do Emaús, por volta das 14h.

Durante cinco muntos, pessoas de várias idades prestaram suas homenagens. "Obrigado por tudo, padre!", gritaram, emocionados, em coro e com fortes aplausos, os que estiveram presentes. Mesmo com a tarde de chuva, eles acompanharam a homenagem com sombrinhas e máscaras de proteção. 

 

Em seguida, o cortejo seguiu para o cemitério Recanto da Saudade, em Ananindeua, onde o corpo foi sepultado seguindo as normas sanitárias recomendadas. A última oração, que também seguiu a orientação da brevidade, foi conduzida presencialmente pelo arcebispo metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa.

A Fundação Nazaré de Comunicação, por meio dos veículos de comunicação e das redes sociais dela, transmitiu o cortejo até o cemitério. Entre os comentários da live do face, muitas pessoas destacaram como será difícil lidar com a saudade e reforçaram o legado de bondade deixado por Sechi. 

A Diretoria da Festa de Nazaré destacou, por meio de nota, que padre Bruno foi um homem que marcou a infância de muitos. "Fundador da República de Emaús, que nos fez compreender, há muitos anos, quando pouco ainda se falava de ambientalismo e sustentabilidade, o quanto aquilo que pra nós já não servia poderia ajudar alguém", pontuou a nota. 

"A Diretora da Festa deixa uma palavra de muita tristeza e lamento, mas também a certeza de que a esta hora o querido Pe. Bruno já está gozando da vida eterna, da Glória do Pai e no lugar que ele merece estar. Nossos sinceros sentimentos à família", completou a nota.

Padre Bruno estava com Covid-19 e, por volta das 18h da sexta, foi encontrado desacordado no escritório dele na sede do Emaús. Ele foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Marambaia, onde constatado o óbito. O governo do Pará e a Prefeitura de Belém decretaram luto oficial de três dias.

Por João Thiago Dias

Em oliberal.com

Lido 55 vezes

Mídia

Cortejo de despedida do Padre Bruno Sechi - 30/05/2020. Fundação Nazaré de Comunicação

Liturgia

Clique e leia a liturgia diária

Calendário

Calendário de pastoral da Diocese

Sobre a Diocese

EVANGELIZAR, a partir de Jesus Cristo e na força do Espírito Santo, como igreja discípula, missionária e profética, alimentada pela Eucaristia e orientada pela animação bíblica, promovendo a catequese de inspiração catecumenal, a setorização e a juventude, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida (cf. Jo 10,10), rumo ao reino definitivo.

Boletim de Notícias

Deixe seu e-mail para ser avisado de novas publicações no site da Diocese de Bragança: